Paulo Zanello

paulozanellofot1

NOME: Paulo Zanello

ESTADO: São Paulo

PROFISSÃO/ATUAÇÃO NA CERVEJA:  Juiz do Beer Judge Certification Program (BJCP), blogueiro e coautor do Degustube.

*

1) Melhor Ale produzida no Brasil

Acho que temos algumas opções interessantes no mercado mas nenhuma cerveja que se sobressaia acentuadamente sobre as outras. Por isso, voto em uma que talvez seja pouco lembrada, mas que me agradou muito na época: A Saison a Trois da Invicta/Duas cabeças. Fiquei feliz que essas cervejarias apostaram nesse estilo pouco praticado e que tem muito a ver com o Brasil, e o resultado final teve alta qualidade.

2) Melhor Lager produzida no Brasil

Temos muitas boas opções, mas fico novamente com a Way Amburana Lager.

3) Melhor Ale estrangeira à venda no Brasil

Esse foi um ano em que chegaram muitas cervejas excelentes ao Brasil e infelizmente não pude provar todas as que queria (como a maioria das Mikkeller e das Evil Twin). Tendo dito isto volto a optar pela Rodenbach Grand Cru, uma cerveja complexa e versátil que beira a perfeição. Não sei se posso, mas gostaria de dar uma “menção honrosa a outras três cervejas “favoritas da casa”:  Punk IPA, que vem se mantendo muito bem na garrafa e é uma das poucas cervejas de lúpulo importadas que chega fresca por aqui, se tornando a verdadeira cerveja do “dia a dia”; Anchor Old Foghorn; Founders Breakfast Stout.

4) Melhor Lager estrangeira à venda no Brasil

Ayinger Celebrator Doppelbock. Fizemos uma recente degustação comparativa entre ela e a Paulaner Salvator e a primeira impressionou com seu equilíbrio e complexidade.

5) Melhor chope nacional ou estrangeiro à venda no Brasil

Dos que eu tomei esse ano, gostei muito da Tarantino Session IPA, feita com o Doug Odell. Espero que mais cervejarias nacionais sigam a tendência americana de fazer IPAs bem leves e aromáticas, com alto drinkability e baixo teor alcóolico. E, se possível, de coloração amarelada ao invés de acastanhada.

6) Melhor bar cervejeiro nacional

Muitas opções boas mesmo, mas o Empório Alto dos Pinheiros leva meu voto, principalmente pela grande variedade e por ser o principal local de lançamento das novidades.

7) Melhor cerveja caseira

Provei algumas boas cervejas caseiras esse ano, em especial a Eisbock com cumaru do meu irmão Philip Zanello, que levou a prata no estilo livre com ingrediente brasileiro no Concurso Nacional das Acervas em maio.

8) Melhor cerveja que ainda não chegou ao Brasil

Meu voto vai pra Founders Canadian Breakfast Stout mas dá um pouco de medo de pensar no preço que ela chegaria por aqui. Sou também muito fã da Goose Island (que pertence à AB-Inbev) e de sua série de cervejas maturadas em barris, como a Bourbon County Stout e suas variações e a King Henry. Qualquer uma dessas aportando por aqui seria lindo.

9) Melhor blog ou site cervejeiro

Dos que aliam bom conteúdo com atualizações constantes, o Bebendo Bem do Fabian Ponzi é um dos meus favoritos. Menção honrosa para o blog Noticias Cervejeiras que apresenta informações altamente técnicas (como a discussão dos 1000 IBUs) e é mais direcionado para o cervejeiro caseiro.

10) Melhor rótulo de cerveja, nacional, importado ou caseiro

Founders Breakfast Stout

11) Melhor evento cervejeiro nacional

Festival Brasileiro da Cerveja em Blumenau

12) Novidade do ano

Gostei bastante da nova cerveja da Colorado com a banda Titãs, uma Brown Ale com adição de cascas de laranja. O resultado final ficou muito interessante, com boa presença de malte escuro aliada a notas intensas de laranja. Só não ficou perfeita por conta de um amargor persistente que atribuímos à parte branca ou à casca da laranja. Foi a cerveja mais inovadora do ano e não lembro de ter bebido nada parecido aqui ou lá fora.

13) Melhor fato cervejeiro

O grande influxo de novos rótulos importados e nacionais, alguns com preços competitivos. Muitas cervejas excepcionais da Struise, De Molen, Mikkeller, Evil Twin, Brewdog, Founders e North Coast, ente outras. Também não da pra deixar de citar a criação da Associação Brasileira das Microcervejarias, o melhor diálogo das mesmas com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e a redução de tributos que alguns Estados estão conseguindo para as micros.

14) Pior fato cervejeiro

Acho que, algumas polêmicas à parte, estamos melhorando a questão dos egos no meio cervejeiro. As pessoas andaram pensando um pouco mais antes de falar besteira nesse ano que passou em comparação a 2012. Sendo assim, o pior fato cervejeiro continua sendo a grande quantidade de cervejas iguais e sem brilho que vem sendo produzida no País. Muitos estilos iguais, “Pilsens” com DMS ou oxidadas, “Red Ales” sem personalidade, “Stouts” que não são totalmente pretas e têm gosto de caramelo, IPAs e Pale Ales sem aroma ou sabor de lúpulo.

15) Previsão cervejeira para 2014

Um aumento ainda maior da popularidade das cervejas artesanais, com aumento de público nos eventos cervejeiros, aumento das vendas e aumento na produção. Acho que o crescimento será ainda maior que em 2013 e cabe a nós, que somos formadores de opinião, orientar e educar as pessoas ao nosso redor sobre a melhor maneira de consumir e comprar cerveja de qualidade. Acho também que em um futuro próximo, talvez daqui a uns 3 anos, a concorrência irá aumentar tanto que os piores serão eliminados pela competição. Ainda estamos na fase em que os medíocres e medianos estão conseguindo crescer em cima da curiosidade dos consumidores.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s