José Padilha

joseraimundopadilhafot

NOME: José Raimundo Padilha

ESTADO: Rio de Janeiro

PROFISSÃO/ATUAÇÃO NA CERVEJA: Sommelier de cervejas, sócio e diretor de conteúdo da The Beer Planet

*

1) Melhor Ale produzida no Brasil

Apesar de ser fã de carteirinha da Cacau IPA da Bodebrown/Stone, meu voto vai para a Colorado Vixnu.

2) Melhor Lager produzida no Brasil

Ano passado votei na Falke Ouro Preto, que está entre as Lagers brasileiras de que eu mais gosto, mas este ano vou votar em duas: Bambergerator, uma sensacional Doppelbock da Bamberg, e Coruja Extra Viva, que é a cerveja perfeita para o dia a dia.

3) Melhor Ale estrangeira à venda no Brasil

Quase votei na Viven Imperial IPA, mas ainda fico com St. Bernardus 12, que é a Westvleteren XII original. Depois que os monges da abadia de Saint Sixtus voltaram a produzir em sua própria cervejaria, que pegou fogo num incêndio, mudaram a fórmula em consideração aos amigos da St. Bernardus, que deixaram eles produzirem suas cervejas na sua fábrica e ganharam a fórmula original como retribuição.

4) Melhor Lager estrangeira à venda no Brasil

Uma cerveja que me surpreende sempre é a alemã Flensburger Gold, uma Dortmunder Export saborosíssima, estilo não muito comum no Brasil, que combina características de Helles e Pilsner. É uma cerveja nobre e sofisticada, de aroma floral, creme denso e bem maltada, com final seco.

5) Melhor chope nacional ou estrangeiro à venda no Brasil

Voto no chope da Viven Imperial IPA, cerveja que na versão engarrafada quase escolhi para melhor Ale estrangeira. É bem lupulado, com as variedades Tomahawk e Simcoe saltando para fora da taça no aroma carregado de caráter cítrico – maracujá, grapefruit, pêssego – e muito floral também. Como diz o fabricante belga, lembra “orvalho da floresta no início da manhã”. Uma surpresa por ser um estilo original da Califórnia, mas produzido na Bélgica, na região de Flandres.

6) Melhor bar cervejeiro nacional

O Pub Escondido merece um destaque especial por continuar a revolução do chope artesanal no Rio de Janeiro, que começou com o Boteco Colarinho, do mesmo dono, Diego Baião. Mas continuo dando o voto para o Delirium Café pelos mesmo motivos do ano passado: tem a melhor carta de cervejas do Rio pelos últimos 3 anos consecutivos, a brigada que mais entende de cerveja, promove a cultura cervejeira com a Delirium Akademie, que formou seis turmas em 2013, e o gerente Tom é o profissional de cervejas especiais mais antigo na cidade. Além disso, os donos são importadores e trazem algumas das melhores cervejas do mercado.

7) Melhor cerveja caseira

Licks of Love (Lambidas de Amor), uma Stout com coentro e geleia orgânica de tangerina, do meu amigo Rubens Komniski, um apaixonado por cervejas artesanais. Bastante maltada, torrada na medida certa, condimentada e incrivelmente aveludada na boca por conta da geleia de tangerina, que também deu um toque de acidez adocicada espetacular.

8) Melhor cerveja que ainda não chegou ao Brasil

Weihenstephaner Korbinian, uma Doppelbock que tive a oportunidade de experimentar na fábrica, de corpo médio e sabor maltado, com muito caramelo e tostado no aroma e no paladar.

9) Melhor blog ou site cervejeiro

Pensei muito antes de votar, com receio de ser acusado de autovoto, mas por todo o trabalho que fazemos de curadoria na área de cervejas especiais, voltado para a educação cervejeira, em especial junto ao público iniciante, não posso deixar de escolher o The Beer Planet.

10) Melhor rótulo de cerveja, nacional, importado ou caseiro

Gosto muito dos rótulos da Urbana e da Coruja, mas voto nos da Colorado, que entra ano e sai ano continua sendo um rótulo atemporal, equilibrado esteticamente e de beleza plástica única.

11) Melhor evento cervejeiro nacional

Com certeza foi o Mondial de La Bière Rio, por muitos motivos. Foi o primeiro festival internacional de cervejas especiais realizado no Brasil, apostou no Rio de Janeiro como sede, atraiu um público qualificado e interessado em cervejas especiais, recebeu mais de 20 mil visitantes em 4 dias de festa e juntou um time de palestrantes brasileiros e estrangeiros como eu nunca tinha visto antes. Iniciativas como esta ampliam o mercado e reúnem fabricantes e consumidores em torno das cervejas. Que venha o Mondial de La Bière Rio 2014!

12) Novidade do ano

Na minha opinião, foi a chegada ao Brasil das marcas Green Flash e Viven. A primeira é americana da Califórnia e faz cervejas de estilo belga, a segunda é da região de Flandres, na Bélgica, e faz estilos não belgas. Hoje, são cervejas acessíveis e fáceis de encontrar.

13) Melhor fato cervejeiro

Tivemos vários fatos cervejeiros positivos em 2013. Uma brasileira conquistar o 3º lugar como melhor sommelier de cervejas do mundo, por exemplo. Mas o melhor para mim foi um fato que nem todo mundo sabe, a criação de um roteiro das cervejarias na Serra Fluminense, onde se concentram alguns dos melhores pontos turísticos do Brasil ligados à cultura cervejeira, como a Cervejaria Bohemia e a Villa St. Gallen, que investem em cultura cervejeira de qualidade e gastronomia de primeira, utilizando a cerveja como ingrediente e não apenas nas harmonizações. São locais de excelência, que poderiam estar em qualquer lugar do planeta, mas estão aqui, bem perto do Rio de Janeiro.

14) Pior fato cervejeiro

Não enxergo um fato ruim, mas um sentimento negativo, que infelizmente ainda percebi aqui e ali em 2013. É um sentimento de falta de colaboração, de competição e de rivalidade. A cerveja tem a vocação de unir as pessoas, de agregar entorno dela, de conectar e criar afinidades. Quando vejo pessoas desunidas e rivalizando, sinto uma profunda tristeza, porque só seremos um grande mercado quando todos estiverem remando juntos na mesma direção.

15) Previsão cervejeira para 2014

O mercado das cervejas especiais está em franca expansão e 2014 vai dar sequência ao crescimento do interesse das pessoas pelas cervejas artesanais. Mais bares especializados irão abrir, mais rótulos nacionais e importados chegarão às prateleiras, mais pontos de venda vão comercializar cervejas especiais, novos cursos serão disponibilizados para interessados em conhecer melhor este universo, a mídia vai dar cada vez mais destaque nas pautas sobre o assunto, novas microcervejarias serão inauguradas, as cervejarias estabelecidas vão se expandir e aumentar a produção e cada vez mais informação estará acessível para quem quiser aprender mais sobre cervejas. A previsão é favorável para quem consome e para quem trabalha com cervejas especiais.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s