Guilherme Giorgi

guilhermegiorgi

NOME: Guilherme S. Jorge Giorgi

ESTADO: Mato Grosso

PROFISSÃO/ATUAÇÃO NA CERVEJA: Engenheiro Agrônomo, cervejeiro e proprietário da Cervejaria KessBier, de Nova Mutum

*

1) Melhor Ale produzida no Brasil

Bodebrown/Stone Cacau IPA. Excelente surpresa do ano, desenvolvida em colaboração com a americana Stone, apresenta um surpreendente equilíbrio entre o herbáceo do lúpulo e o cacau, criando aromas que remetem a diversas frutas tropicais, passando até mesmo por Goiaba. Cerveja com personalidade.

2) Melhor Lager produzida no Brasil

DUM Jan Kubis. Uma das melhores Lagers que já experimentei no Brasil, com equilíbrio entre o caramelado do malte e o cítrico e herbal do lúpulo.

3) Melhor Ale estrangeira à venda no Brasil

Evil Twin Femme Fatale Blanc. Uma das melhores IPAs que já provei, sem nada para tirar ou acrescentar. Aromas cítricos, frutados e picantes, complementados pelo sabor marcante de pão e mais acidez, remetendo a vinho branco e muito limão. Cerveja para o dia-a-dia de uma cervejaria com muitas preciosidades.

4) Melhor Lager estrangeira à venda no Brasil

Harviestoun Schiehallion. Tenho uma preferência pessoal por Ales, entretanto, essa é uma excelente Lager que chega ao Brasil sem grandes transformações durante a viagem, mantendo seu frescor e equilíbrio.

5) Melhor chope nacional ou estrangeiro à venda no Brasil

Bierland Vienna, equilibrada e refrescante. Não é a toa que vem ganhando prêmios nos últimos anos, conseguindo atender boa parte do Brasil, inclusive o Centro-Oeste, sem perder seu padrão de qualidade.

6) Melhor bar cervejeiro nacional

Empório Alto de Pinheiros, em São Paulo. É o local onde mais se verifica a socialização dos degustadores da boa cerveja, fazendo com que todos se sintam em casa, com uma variedade imensa de rótulos em garrafas e on tap.

7) Melhor cerveja caseira

Não tive a satisfação de degustar cervejas caseiras no ano de 2013 que não fossem as minhas! Que venha 2014 😉

8) Melhor cerveja que ainda não chegou ao Brasil

No ano de 2013, tive o prazer de degustar algumas cervejas da americana Goose Island, as quais foram bem marcantes e se mostraram sensacionais. Posso citar a Goose Island Bourbon County Stout como uma excelente cerveja que faz falta no Brasil.

9) Melhor blog ou site cervejeiro

Homini Lupulo. Verificamos hoje em dia inúmeros blogs cervejeiros de excelente qualidade, com suas avaliações de cervejas, dicas de harmonização, entre outros assuntos de grande interesse. Entretanto, acredito que o site em questão apresenta essas características, reunindo também informações muito válidas para quem está começando a conhecer o universo cervejeiro, desde o consumo à fabricação caseira.

10) Melhor rótulo de cerveja, nacional, importado ou caseiro

Prestigiando as produções nacionais, atualmente temos verificado diversos rótulos muito bem desenhados. Acho difícil escolher apenas um, portanto fico com o conjunto de rótulos da Cervejaria Urbana e suas criativas interpretações.

11) Melhor evento cervejeiro nacional

Festival Brasileiro da Cerveja, em Blumenau. Já participei de alguns eventos cervejeiros, e acredito que o objetivo deste tipo de acontecimento é integrar os produtores, profissionais do ramo e seus consumidores, ajudando a reduzir a barreira natural da falta de cultura cervejeira. O Festival Brasileiro da Cerveja consegue reunir um volume considerável de pessoas, desenvolvendo o mercado e o interesse nas bebidas especiais.

12) Novidade do ano

Acredito que a grande novidade do ano foi com relação à qualidade das importações, com diversos rótulos de prestígio internacional, como Cantillon, De Struise, entre outros, possibilitando o brasileiro ter acesso não apenas a boas cervejas, mas também a estilos pouco conhecidos por aqui, como Lambics, Gueuzes e Sour Beers em geral.

13) Melhor fato cervejeiro

O melhor fato de todos é o florescimento do movimento craft brewing no Brasil de forma consistente e irreversível e, com isso, uma série de acontecimentos de grande importância, como conquistas tributárias em algumas regiões do País, os avanços nas discussões com os órgãos competentes em relação à produção de cerveja e seus adjuntos, o alcance das cervejas artesanais e importadas a locais nunca imaginados, como bares e conveniências no interior dos Estados brasileiros, finalizando pela realização do evento Mondial de la Bière, em sua versão brasileira, comprovando dessa forma a consistência do movimento e do mercado cervejeiro brasileiro.

14) Pior fato cervejeiro

Acredito que um dos piores fatos é ainda nos depararmos com a “burrocracia” brasileira imperando e a falta de incentivo por parte dos governos, dificultando o desenvolvimento de diversas áreas industriais, inclusive a cervejeira.

15) Previsão cervejeira para 2014

Que os próximos eventos brasileiros, como a Copa do Mundo, apesar de envolta em corrupção, possam auxiliar o mercado cervejeiro a continuar o seu crescimento acelerado, criando oportunidades para novas importações de marcas e rótulos, insumos e equipamentos, desenvolvendo o mercado e criando o interesse por parte dos brasileiros em conhecer e degustar a boa cerveja.

Advertisements

One thought on “Guilherme Giorgi

  1. Pingback: Jan Kubis: a melhor lager de 2013* | DUM Cervejaria

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s